Sentindo na pele

Viver como homossexual assumido significa lidar com uma quantidade generosa de problemas que surgem desde a esfera íntima familiar até o mais social dos ambientes: o quanto a visão de uma pessoa heterossexual, seja ela simpática a LGBTs ou não, não está sujeita a mudanças depois de passar por uma experiência semelhante?

O reality show Mon Incroyable Fiancé (Meu Inacreditável Noivo) tem como proposta premiar o participante que convencer seu círculo social de que vai se casar com uma pessoa de características muito adversas às suas. Na recém concluída edição, o participante, um heterossexual convicto, fingiu ser gay para levar os 100 mil euros.

Na 2a edição do programa, os bonequinhos do logo são alterados em menção à falsa homossexualidade do participante

Na 2a edição do programa, os bonequinhos do logo são alterados em menção à falsa homossexualidade do candidato

Uma década de reality shows depois, sabemos que as parcelas de realidade são muitas vezes menores que as de show, mas a proposta já rende o que pensar.

O colunista do Cena G conta que o participante chegou a chorar no primeiro episódio, só de pensar que teria de falar para seus pais, amigos e colegas de trabalho sobre o suposto noivo, mas que depois de algum tempo já dava “depoimentos super solidários sobre os Homossexuais e pedindo que as pessoas ajudem seus amigos e parentes Gays a se aceitarem e serem felizes”.

Emeric, o ator do programa, e Christopher, o pretenso gay

Emeric, o ator do programa, e Cristopher, o candidato

Porém o último episódio dessa edição, que foi ao ar nessa terça 25, não terminou deixando uma bonita mensagem contra a homofobia – ou ao menos não agradou aos ativistas locais. O site LGBT francês Têtu criticou a produção do programa, que com edições e cortes não deu a mínima atenção ao fato do pai do rapaz não ter comparecido à cerimônia de casamento. De qualquer forma, me parece que o que realmente causou desconforto nesses franceses não teria como ser truque de edição: o grande alívio de todos ao descobrirem que a homossexualidade de Christopher não era verdadeira.

Mon Incroyable Fiancé teve uma audiência altíssima na Europa (e depois não venham dizer que reality é coisa de brasileiro ignorante): tudo o que podemos esperar é que tenha levado seus telespectadores a perceber algumas das consequências de se querer viver normalmente sendo abertamente gay.

Uma resposta para Sentindo na pele

  1. walber disse:

    Não entendi o texto!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: