Destaque da Semana: Guido Westerwelle

Essa semana tivemos a reeleição de Angela Merkel, que encabeçou a coligação entre CDU (União Democrata Cristã) e CSU (União Social Cristã), para mais um mandato como chanceler da Alemanha, resultado não inusitado, tendo em vista que Merkel é uma das figuras políticas mais solidas do cenário europeu atual. A novidade está no nome do vice-chanceler eleito, Guido Westerwelle.

Guido é de um partido que também estava coligado a candidatura de Merkel, o FDP (Democratas Liberais), mas enquanto o avanço nas urnas por parte dos partidos cristãos foi o segundo menor desde o fim da Segunda Guerra Mundial, os Democratas Liberais sentiram nessa eleição um aumento significativo nos votos. Nas ultimas eleições realizadas, em 2005, não haviam alcançado sequer os dois digitos decimais, e agora obtiveram 14,6% dos votos alemães.

Guido Westerwelle é assumidamente gay, já chegou a participar da versão alemã do Big Brother e anda pra cima e pra baixo com o seu parceiro Michael Mronz. O resultado é bom, mas não chega a ser inédito, afinal o prefeito de Berlim, Klaus Wowereit, também é gay assumido e isso não o impossibilitou de vencer as eleições da capital do país, assim como Hamburgo tem o curioso caso do prefeito atual, Ole von Beust, do partido conservador cristão, que também é gay.

Klaus Wowereit (E) e Ole von Beust (D)

Klaus Wowereit (E) e Ole von Beust (D)

A grande questão é que temos uma onda de otimismo envolvendo a escolha de Guido Westerwelle como vice-chanceler e ministro das relações exteriores. Ele é gay, ok. Mas não podemos ignorar que ainda assim, a coligação de Merkel é quem continua mandando de fato no parlamento, e isso é significativo pois o CDU e o CSU são os únicos partidos que condenam as medidas a favor dos homossexuais na Alemanha e em toda a Europa. Todos os outros partidos, inclusive o de Westerwelle, tinham um programa mais próximos do gay friendly, com exceção do partido Neo-nazista NPD.

O casal Michael Mronz e Guido Westerwelle

O casal Michael Mronz e Guido Westerwelle

E agora? Comemorar ou não? Cabe a visão de cada um, o passo de fato foi dado, mas bom mesmo é ficarmos atentos para ver o real desenrolar dessa nova configuração política alemã. Não podemos ignorar que na frente de uma das potências européias temos uma mulher e um gay, eleitos pelo povo, uma conservadora e um liberal, reflexo da pluralidade bem sucedida no país. Vamos torcer para que isso afete também os direitos à respeito da diversidade por lá.

Uma resposta para Destaque da Semana: Guido Westerwelle

  1. […] Alemanha, o vice chanceler eleito foi Guido Westerwelle, em coligação com o partido de Angela Merkel. Westerwelle é publicamente conhecido por ser […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: