Eu amo meu pênis

Ontem, fizemos nossa primeira abordagem mais profunda em relação à questão de gênero, num post introduzindo as transgeneridades. Ao tratar de gênero e sexualidade, não podemos fugir à discussão sobre o machismo – afinal, o conjunto de argumentos que cria distinções de tratamento entre homens e mulheres é o mesmo que sustenta a discriminação de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. É por isso que nessa sexta-feira traduzimos um artigo que, coisa rara, aborda as diferenças entre os sexos sem legitimar a discriminação de gênero.

Eu amo meu pênis

por Brandon Lacy Campos

É a mais pura verdade. Eu amo meu pênis. Nada na minha vida, além de talvez escrever, meus amigos, meu Nintendo original e meu ânus, me trouxeram mais prazer do que aquele tubo de carne que pende entre minhas pernas. Nada na minha vida me trouxe mais drama também, mas nem tudo na vida são flores…

Quem não sabe diferenciar as coisas comumente pensa que os pênis não têm a beleza simétrica das vaginas. Eu já ouvi o pênis ser chamado de “feio” muitas vezes. Mas ainda que eu tenha visto alguns pênis desafortunadamente disformes…  curvados para a direita ou a esquerda, para cima ou para baixo, tão feios que deveriam ter aquelas placas laranjas de trânsito para me alertar antes que eu abrisse as calças de seus donos… ainda assim, a verdade é que eu acho pênis lindos.

Grossos, meio grossos, grandes, médios, finos, pequenos, com veias, lisos, cabeçudos, com cabeça pequena… eu os amo, amo, amo.

Agora, para ser justo, eu acho que se dá importância demais ao pênis. Sim, é uma fonte magnífica de prazer, e realmente fica lindo dentro daquelas cuecas boxer em que você pode ver apenas o contorno do pau… mas, no final das contas, é apenas um pedaço de carne.

Infelizmente, no nosso mundo o fato de eu ter um pênis  significa, e frequentemente isso ocorre, que eu tenho acesso mais fácil às coisas que as mulheres (ainda que eu não seja branco nem hétero, por exemplo), que têm amáveis vaginas e mesmo as que têm pós-doutourados, jamais terão. Eu vou ganhar mais dinheiro na minha vida, bem mais do que a maioria das mulheres… por causa do meu pênis eu vou, em muitas circunstâncias, ganhar mais atenção do que aqueles que vivem no mundo dos sem-pênis (com exceção dos meus lindos amigos transexuais, que têm penis que às vezes são deixados em casa). Eu tenho melhor acesso a moradia, saúde e direitos humanos básicos por causa do meu pênis.

E graças a Deus que eu fui presenteado com um pênis bem grande porque isso é… bem… como a cereja do bolo.

Eu amo meu pênis, mas eu não amo o que é necessário para manter o privilégio de tê-lo. Eu não gosto de ver mulheres apanhando, sendo mal-pagas, exploradas, prostituídas, estupradas, ignoradas, vendidas e assassinadas de várias formas para manter o poder e o privilégio do pênis. Eu não gosto de ver o medo nos olhos de 75% das mulheres que tem de ou que vão sofrer de alguma forma de violência sexual nas suas vidas. Como sobrevivente de um estupro, eu entendo o quão assustador o pênis pode ser.

O pênis é uma coisa linda. Mas a sua beleza não está no poder que ele me dá. A sua beleza está na oportunidade que ele me dá de me conectar comigo mesmo e com meus parceiros (homens… o maior número de homens possível). É uma bela ferramenta que me permite usar esse privilégio, ainda que recebido sem mérito, para abrir portas, janelas e quebrar tetos de vidro junto às minhas irmãs (biológicas ou não) nesse nosso grande mundo. E para não deixar os transgêneros de fora, eu uso o meu privilégio do pênis para ajudar a redefinir o gênero de forma que ele seja profundo, amplo, comprido duro, macio, grosso, suave e com veias suficientes para todas as suas formas e manifestações.

Eu amo meu pênis. Mas eu amo um mundo onde amor, oportunidade, paz e segurança são livres e concedidos de forma justa, não reservados àqueles que podem mijar em pé.

(seleção e tradução do Pedro, com introdução e revisão minhas)

13 respostas para Eu amo meu pênis

  1. Texto genial! Sensível, complexo, exato, verdadeiro, poderoso.
    Quem dera que pudesse ser lido pelo maior número de pessoas (as vítimas e os algozes).
    Revelador… muito bom!

    ;-)

  2. Lo siento que no hablo el portuguese. You soy el escritor de la puesta original (I Love My Penis). Mil gracias a todos ustedes por la traduccion al portuguese. Y leo portuguese mas o menos bien, y por eso mil gracias a la respondante arriba. Fue mi placer a escribirlo y a honorar a las mujeres.

    Con carino,
    Brandon

  3. Mike Vejita disse:

    Puta que pariu, mas que merda é essa? nunca vi tamanha viadagem, vc não ama o seu penis, seu viado, vc ama o penis alheio, para com essa hipocrisia porra!!
    caralho, vca inda vomita que aqui não tem apelação; como a maioria dos boiolas vc só quer ibope…
    (espero que respeite minha opinião e não delete o post)

  4. Carolina Maia disse:

    Devo responder o quê? Que me impressiona o fato de alguém perder seu tempo vindo a um blog gay para reclamar de “viadagem”? Ou devo destacar que essa pessoa NÃO ENTENDEU O QUE ESTÁ SENDO DISCUTIDO, veio criar polêmica usando termos chulos e NOS acusa de apelar e querer ibope?
    Trolls… agora que temos nosso primeiro, acredito que somos um blog de verdade!

  5. FernandoP disse:

    Parabéns pela tradução, pelo blog e pelo troll. Keep up the good work.

  6. Claudio F. disse:

    Deleta o comentário dele! kkkkkkkkkkkk

  7. Alberto disse:

    A tradução pareceu-me perder muito do sentido do original.
    Este texto, aqui, dá a impressão de que o autor escreveu tudo apenas para enaltecer o supostamente avantajado tamanho do seu pênis. Decepcionante ver reproduzida aqui, um tipo de conversa (balela) que a gente tá cansado de ver em bares.
    O artigo original é mais objetivo e tem mais conteúdo, inclusive ao citar que o autor é um “sobrevivente de abuso sexual” e como este fato tem influência na sua relação com o próprio pênis.

  8. Si puedes leer ingles, puedes encontrar la puesta original aqui: http://myfeetonlywalkforward.blogspot.com/2009/06/i-love-my-penis.html

    No leo portuguese suficiente para decirles si la traduccion captua mi sentido original, pero el asunto original es que para amar el bicho o sea el penis es algo que aceptar el privilegio que viene con el penis o sea con siendo un hombre. El penis no justifica el oprimido de mujeres tambien pero, frequentemente, es un objecto bien utilizado en la opresion de mujeres.

    Pues, desculpame, no escribo bien en el portuguese ni perfectamente en espanol, pero espero que entiendes mejor el tema del articulo original.

    A nombrar el articulo “eu amo meu penis” era para captuar la atencion de gente que nunca podria leer un articulo llamada: La Opresion de las Mujeres No Es El Privilegio De Hombres ni es fuera de nuestra responsibilidades como varones.

  9. Alberto disse:

    Eu entendi o sentido original do artigo do Brandon. Concordo plenamente com ele.
    Eu só acrescentaria, não para refutar, que as mulheres (enquanto lado oprimido) tem encontrado, em diversos momentos, formas de lidar e contornar este mundo machista.
    Obviamente, em uma sociedade justa, ninguém “usaria” o pênis para fazer valer os seus direitos e, tambpouco, alguém usaria a vagina para conseguir obter acesso aos mesmos direitos.

  10. Rusty disse:

    Eu entendi plenamente o que o autor deste texto quis expressar, e nunca estive tão de acordo!
    Eu amo meu pênis, Gosto de ter essa banana e essas bolas no meio de minhas pernas, é uma combinação perfeita! Me sinto poderoso, é um design perfeito, combinação de sensibilidade(pênis) com a força e garra dos musculos e sua estrutura delinhada, afinal quem disse que o corpo do homem não tem curvas? Preste atenção que tem é muito mais curvas que o da mulher. Isso não quer dizer que sinto prazer em olhar para pênis alheios, pelo contrário, se eu respeito meu pênis e sei quão complexo e original ele é, porque não respeitar os alheios? Afinal, todo homem possui o que o outro possui, todo homem entende o que o outro sente ou passa. Não podia ter nascido num corpo mais propício do que num corpo de um HOMEM!

  11. ApaixonadaporTI disse:

    Eu adorei o texto,mas como ele disse so´um penis nao é tudo, um cara chato com um penis lindo pra mim nao serve!!!!Ja um cara legal , o penis dele sera bonito pra mim.O sentimento q sinto pela pessoa faz eu gostar de tudo q ela tem…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: